Presidente da Câmara Municipal de Faro

Rogerio_BacalhauO FARCUME tem crescido de forma vincada de edição para edição fruto do excelente trabalho que a “FARO 1540” e seus colaboradores têm desenvolvido não só neste festival de curtas-metragens, mas também nas suas diferentes iniciativas onde primam pelo rigor, inovação e qualidade.

Aliás, sobre esta matéria há que ser claro e afirmar sem reservas que o associativismo e o seu capital humano são sem margem para dúvidas um dos grandes motores da cidadania e da dinâmica do concelho farense. Considero que um concelho sem associativismo é um concelho sem vida, amorfo e sem capacidade interventiva. Por isso é com naturalidade que a autarquia reconhece o esforço, a dedicação e o trabalho meritório que os agentes culturais e sociais do concelho têm vindo a desenvolver nas suas diferentes áreas em prol de Faro e dos farenses. Procuramos sempre que possível, apesar das severas limitações financeiras do município, ajudar e cooperar em tudo o que estiver ao nosso alcance.

Pode-se dizer que este festival de curtas-metragens já faz parte de um conjunto de iniciativas que prestigiam Faro, dando um forte contributo para o desenvolvimento de uma política cultural que se quer de qualidade e diversificada contribuindo para que a capital algarvia se afirme como um concelho culturalmente abrangente, dinâmico e criativo.

Neste sentido, aproveito para dar os parabéns à equipa organizadora do FARCUME desejando os maiores êxitos a este festival e que continuem a trabalhar com o mesmo empenho, dedicação e entusiasmo de forma a que esta iniciativa continue a mobilizar cada vez mais argumentistas, realizadores e produtores nacionais e estrangeiros que sem terem os orçamentos da indústria cinematográfica de Hollywood executam excelentes trabalhos que merecem ser visualizados por todos nós.

Recomendo por isso, que visitem o FARCUME. São sem dúvida momentos bem passados, onde num ambiente informal e descontraído respira-se cultura.

Rogério Bacalhau
Presidente da Câmara Municipal de Faro